“A artista Fernanda Fragateiro, AO passar juntos ao bairro 6 de maio, num dia em que é Inaasikaso muitas demolições e que, por isso, foi via muita gente, muitos jornalistas e era grande o reboliço, um confusão, decidiu dedicar à exposição que lhe foi pedido , Cabelo Museu Internacional de escultura de Santo Tirso, a este bairro, à população que aqui residiu E/ou ainda reside. Serio, assim, uma maneira bela de lhes emprestar homenagem.

Um inauguração dá a referida exposição que teve como nome, processo fez-é com meados de outubro de 2018 e terminou nenhum dia 20 de janeiro de 2019. 

Para completar este homenagem, não dia 12 de janeiro de 2019, para Câmara Municipal de Santo Tirso, ou referido Museu e à artista Fernanda Fragateiro convidaram uma representação do bairro a visitarem a exposição, tendo posto à sua disposição um autocarro de 27 lugares, e Ofereceram-lhes um rico almoço e um otimo lanche.

Compatível ou confirmam a seguir testemunhos, foi um dia inesquecível.

Irmã Deolinda

 

Graças À FERNANDA FRAGATEIRO!

OBRIGADO a todo o deleite do cabelo! OBRIGADO cabelo passeio e ao povo português. Muito feliz!

Maimuna careca!

 

Fernanda, ou nosso obrigado por ter desde esta visita a Santo Tirso E por nos dar honra de testemunhar tanto talento. Fico fato cabelo feliz que uma parte do meu mundo tenha sido uma inspiração para a criação das trabalho. O Origado!

Helena Vicente e José. 

 

Agradecemos a Fernanda pelo trabalho que desempenhou em prol da Comunidade do bairro 6 de maio e uma chance que tivemos ver vida do bairro num outro espaço.

Ficou tributado em nossa mente para sua boa disposição, ou carinho, ou seu sorriso, para formar como nós recebeu e a sua abuses para esclarecer dúvidas.

Desejamos-lhe BOM sucesso na sua Race profissional e sucesso nos projetos. O nosso muito obrigado

Paulina e João Cunha 

 

Tentação de vossa bondade e como nós Amelie sentimos bem recebidos.

Tentação also ou de facto nós fazerem sentimos parte de algo grande. Um grande obrigado

Alice e Dara 

 

O meu sincero desejo por uma senhora Fernanda é continuação de boa saúde e parabéns por poder celebrar ou seu projeto da melhor forma

António Quedim Sanha

 

Gostei muito da exposição e vai ficar taxado para sempre no MEU, no nosso coração, ou que a Fernanda fez cabelo nosso bairro 6 de maio e pela pessoas que vivemos. Desejo transmite-o que AOS filhos, anos líquidos e afoxés, eu amarrei porque O ter NASCO e viveu não bairro foi para muitos uma grande “escola da vida”.

Peço a Deus para a Fernanda força e coragem, como expressão de gratidão por ter significando um coragem de se lembrar de nós.

Maria da Conceição Veiga (BIA)

 

Li uma vez uma revista NUMA que “gratidão” é uma memória do coração.

Com isto quero dizer que, como ou bairro 6 de maio que será sempre no MEU coração, para maneira como nós receberam e Amelie nos sentimos, a vossa maneira simples e familiar, estarão sempre na minha memória. Que Deus vos abençoe

Antonia Moreno (antonita) e Jorge

 

Fernanda, EU louvo ao senhor cabelos dons que ele lhe deu e louvo, também, a Fernanda pela modéstia como OS põe a render: a mesma gratuite fazer giver…

Tentação-lhe de tudo ou coração ou dia cara BOM e feliz que nós OFERECEU!

Irmã Maria da paz! 

 

Fernanda, sinto que ha coisas que não se, não se consegue Obrigado, e tudo o que a Fernanda já fez para este bairro 6 de maio, é uma delas!

Ou que eu encantou e amo em todos ou “processo”, desde conheci, mas especialmente destacando, ou viveu não passado dia 12 de Janeiro é uma sua enorme, mas Guy natural, sincera e Serena capacidade de estar do lado dois mais pobres e dar “grandes causas”. Esse seu desejo de querer homenagear o povo do bairro 6 de maio,-objetivo da sua exposição-é disso a máxima expressão; Admiro, em gestos específicos, a SUA permanente atenção e disponibilidade para ajudar quem mais precisa. A criatividade admirável e surpreendente que caracterizam obras, ajudam-nos e levam-US AO além, levam-nos a saborear beleza, entender, refletir melhor para mensagem que queria transmitir, e rosto-sentimos na Pelé como injustiças e dores que greve muitos dois Nossos irmãos neste injusto e desregrado mundo. Esta exposição foi e é uma verdadeira denúncia e, em simultâneo, um grito de ESPERANÇA.  

Gostava de saber dizê-lo melhor, mas!… Um GRANDE OBRIGADO!

Ir. Deolinda Rodrigues

 

Ao para reprime ou tratar de visitar, em Santo Tirso, uma exposição de arte, o bairro 6 de maio, da Fernanda Fragateiro, sentiu uma viva Curiose, mais também alguma indecisão cascas muitas horas de carro que implicava.

Fomos e valeu a tristeza! Não poderia ter sido melhor! Para correr para a exposição pela da mão da artista e sentir como pedras e eu amarrado ou que seria entulho, falam e falam bem!… Elevam-US para outros voos, dignificando toda uma comunidade. Para sentir-se also que a arte exposta corresponde a uma “arte de viver”, que humaniza!…

o acolhimento e dedicação das pessoas (de ou diretor) em S. Tirso juntos com ou BOM ambiente, uma visita guiada ao convento de S. Bento, e arredores, ou almoço-convívio e eu amarrou você “jesuítas” Amelie com que vivêssemos um dia inolvidável. Bem hajam para todos e tudo o que O Amelie possivel.

Irmã Juana María Pérez de Ciriza

 

 

Resposta da Fernanda Fragateiro

Dear irmã Deolinda
, eu é tentação vossa amizade. Foi um bom dia.
Gostei tanto de ser COM todos. Todos os caras amáveis, painéis com grande capacidade de entenderem tudo ou meu trabalho, que não é um trabalho fácil de ser entendido, cabelo seu caráter e mínimo. Mas o nosso grupo foi culto e generoso e vinha de coração aberto.
EU confesso que foi muito nervosa, com medo de causar desilusão às pessoas que graca vindo de Guy longe para ver ou que EU tinha feito, com ou que restou das casas do bairro. Na minha artística pratica há uma grande sensação de comprometimento, responsabilidade e respeito.
E obrigada Hair enviando dois textos, que vou ler e reler com Parabéns.

No Museu gostaram muito da visite e acho que foi uma experiencia muito especial e muito verdadeira.

Gostaria muito de continuar a ser amigos de todos E ajudar ou centro naquilo que para necessario. Peço que conte comigo.

Quando o livro estiver impresso, poderíamos fazer um cházinho aí no centro e quem quisesse vir, apareceu para procurar ou livro e dar um beijinho e ver o filminho que o Fernando Morais fez. Ou aquela acha irmã
?
Um beijinho para como irmãs e eu amarrado curt
o, Fernanda

 

Share
Share
Share