Sínodo diocesano de Lisboa.

31231207712 0004216080 bEu sinto que é um dever de compartilhar algumas das experiências principais do Sínodo diocesano em que participei e realizada em Turcifal, Torres Vedras, de 30 de novembro a 4 de dezembro deste ano.
Foram 137 participantes, todos convocados pelo Cardeal Patriarca. Alguns eram por lei, própria de acordo com o disposto na lei de Canon. Muitos outros, em especial as pessoas religiosas e leigos, foram convidados pessoalmente pelo Sr. Cardeal. Éramos cerca de 24 mulheres no total, dos quais 4 ou 5 religiosos.
Juntamente com o Cardeal Patriarca, estavam os três bispos auxiliares de Lisboa, o bispo das forças armadas e o representante em Portugal da Prelazia do Opus Dei.

b b38b33590c 31280351611 Motivação e reflexão de base era a exortação apostólica “Evangellii Gaudium” do Francis Pope. O estudo deste documento em preparação para o Sínodo começou em setembro de 2014 e trabalhou tantos milhares de cristãos individualmente e acima de tudo, reuniram-se em grupos, famílias, comunidades, etc.

O tema escolhido para orientar a rota inteira foi: “o missionário sonho alcançar todo mundo”, tirado de sua própria exortação.

A data de realização esperada foi marcada coincidindo com as comemorações dos 300 anos do título de “Patriarcado” concedido para a Diocese de Lisboa, em reconhecimento da sua experiência e a dimensão missionária, portanto, o objetivo principal de todas estas celebrações é revitalizar e reforçar o espírito em todo o missionário da diocese.

Foi o último Sínodo diocesano que ele tinha realizado em Lisboa no ano de 1640.

b 2bb325fc49 30492039473
O Sínodo propriamente dito:

Eu parecia muito interessante e significativo que o primeiro ato oficial do Sínodo, foi precisamente a profissão de fé, proclamar juntos os grandes princípios do Credo, um documento que tinha sido assinado por cada um de nós e em seguida é colocado no altar.

Seguindo esta linha, também foi grande que proporcionou dentro do programa o tempo suficiente para a oração pessoal e comunitária. Tivemos muito boas liturgias com canções muito bem e tudo muito bem planejado e preparado. Neste sentido, percebe-se, teve um grande apoio e suporte de oração de muitos cristãos da diocese. Muitas mensagens recebidas confirmaram.
O ambiente de acolhida, simplicidade e proximidade, vivido entre todos, foi muito bom.

Respirei no ambiente geral e o documento de trabalho, se expressa um desejo profundo e sincero de ouvir Deus e os desafios da humanidade (especificamente na área da diocese) para encontrar “saídas”, ou respostas e diferentes formas de emergência hoje.

b 09b4948327 30567925363

Quanto ao trabalho em si:

Uma boa parte do primeiro dia e uma hora no amanhã do domingo, é dedicado ao trabalho do documento base estudá-lo em grupos com o objetivo de melhorá-lo e em seguida uma sessão plenária com ações livre embora escolhido, com propostas para o futuro e para colocá-lo prática das linhas gerais do documento. Havia boas comunicações.

Os trabalhos de grupo, que foram muito intensos, surgiram um terceiro documento, que foi estudado e votou em pessoa, ponto por ponto, de trabalho e podem também apresentam algumas alternativas.

Este último documento Cardeal Patriarca finalmente irá desenvolver a “Constituição Apostólica” que será apresentado para o diocese no dia seguinte 8, festa da Imaculada Conceição, na Eucaristia que será realizada nos Jerónimos, que fechado as obras sinodal.

31231207712 0004216080 b 3

Eu estava com a expectativa de que devíamos sair orientações mais concretas de acção pastoral futura da Assembleia sinodal. Eu entendo, no entanto, que não é fácil nem viável. Então a ideia agora é enviar a Constituição para que, em cada contexto, em cada grupo, eles colocam em prática respostas e ações concretas.

Então este não cair no esquecimento, foi sugerido fortemente a necessidade de estabelecer medidas de avaliação e acompanhamento da continuidade à estrada Synodal empreendida.

Em resumo e como fim nota, deixar constância do sentimento que eu tenho de ter vivido uma experiência eclesial grande e único.

Agora me é uma grande responsabilidade que é share e tentativa de encontrá-lo, juntos com os outros, de que tudo isso é entregar a vida.

Deolinda Rodrigues
Dominicana missionária do Rosário

Share
Share
Share